Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

22
Set17

Decisão


Angeline

Se existe neste planeta uma pessoa desorganizada a dar com um pau, essa pessoa sou eu, mas gosto de ter tudo planeado nas minhas famosas listinhas "do que fazer". Uma coisa contraria a outra, eu sei. Tenho necessidade de controlar tudo o que faço - o que é um mau defeito -, mas quando chego à ação, a minha cabeça embrulha-se e fica perdida. Neste momento, estou sem o controlo do que quer que seja; só posso esperar pelo melhor e isso aflige-me. Demais.

Não me arrependo da decisão que tomei na passada quinta feira; vou continuar a lutar, sempre com aquele objetivo na minha cabeça, mas vou libertar-me a mim própria um pouco se não ainda vão dar comigo no Júlio de Matos. Não vou desistir dela, não vou. Só vou organizar a minha vida para continuar a lutar por ela, por mais que seja impossível algum dia a ter de volta; mas não é a palavra "impossível" que vai deitar esta menina a baixo, não senhora!

Tenho que ir com calma. Afinal não consigo dar uma volta de 180º na minha vida de um dia para o outro, por isso estou a ir devagarinho. É normal se lerem um desabafo ou outro mais ansioso por aqui, mas é quando me vou a baixo. Não se preocupem que eu cá só estou a organizar o terreno para lutar por aquela que amo, como os mais antigos aqui do blog já estão fartos de ouvir.

22
Set17

O Livreiro | Opinião


Angeline

Não liguem ao aspeto sombrio da capa, muito menos à suástica, porque este livro pouco ou nada vai tocar no tema "nazi", o que me surpreendeu muito pela negativa, pois comprei o livro por causa do meu interesse em enorme na segunda guerra mundial e nos nazis.

Gosto de livros carregados, com drama que segue uma lógica, o que não acontece muito com este livro. Para não falar do romance inesperado que aparece a meio do livro - e quem me conhece sabe que detesto romance.

É certo que existe drama, raptos, assassinato, mas senti que o protagonista, Hugo, era muito parado, até um pouco molenga.

A minha personagem favorita e que, na minha opinião, salva a historia, é o Tom; o melhor amigo de Hugo que é agente da CIA. E porque é que salva a historia? Por causa do seu bem dito humor!

Quando li a sinopse ou olhei para a capa pensei que seria uma outra historia e veio-me, enganado, às mãos um romance com uma medida desnivelada de mistério.

Não gostei da historia, embora o livro fique bem na minha estante e é para isso que ele serve hoje em dia: decoração. Não leria esta historia de novo. 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Avisos

As reviews de livros, filmes, séries e afins podem conter spoilers. Comentários ofensivos ao blogger ou a outros ou de mau carácter em geral serão eliminados.

Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

A ler...

Mensagens