Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Toalhitas Limpeza Higiénicas 3 em 1 da Nivea

Hoje venho falar sobre o que já não falava à muito tempo: produtos de beleza.

Quem me segue desde o inicio sabe que comecei neste "mundo das pinturas" à pouco mais de um ano e, sinceramente, ainda não consegui fazer lá grande coisa de jeito com a minha cara. Mas, como não sou blogger de moda e sim de variedades, também vim expressar o que acho de alguns produtos deste dito "mundo".

Venho falar de umas toalhitas - que eu acho bem mais pratico que água micelar ou desmaquilhante - que nunca vi ninguém a falar e são as que eu uso para tirar a maquilhagem do rosto.

São da Nivea e podem passar-se nos olhos, nos lábios e no rosto. Uso sempre que quero usar maquilhagem e, não sendo nenhuma pro - nem perto disso - nestas coisas, posso dizer que me satisfez muito bem.

Não irrita a pele e tira MESMO toda a maquilhagem com facilidade. Como cada pack traz dois pacotes com 25 toalhitas, é barato e fácil de encontrar é uma situação win-win de tão boa qualidade que é.

Hidrata, é refrescante e deixa a pele lisa depois de duas a três passagens com a mesma toalhita. É perfeito!

 

Roupas de domingo

Eu planeio sempre a roupa que vou vestir para o dia seguinte.

Hoje, sendo sábado e não tendo nada para fazer, comecei já a planear a roupa para amanhã e lembrei-me de algo que foi muito frequente na minha infância.

Quando era miúda eu passava 95% dos meus tempos livres em casa dos meus avós, dormindo lá de sexta para sábado e de sábado para domingo e a minha avó tinha sempre aquela roupa nova, que não se podia vestir nos dias de semana, pois só era para o domingo.

Mais alguém passou por isso? Ou já é coisa que não se usa? 

Hoje já não é assim, eu visto o que bem me apetecer no dia em que me apetecer, embora a minha mãe ainda tente implantar essa ideia de "roupa de domingo" na minha cabeça, sem sucesso.

Livrei-me dos transportes públicos, mas até quando?

Eu costumava andar muito em transportes públicos, maioritariamente de autocarro e detestava. 

Sou o tipo de pessoa que detesta estar próxima a outros seres humanos, de modo que um autocarro não é em nada parecido com o meu ambiente natural. Não que eu me ache mais importante que os outros, nada disso, eu só me sinto afogada num sitio fechado com muita gente ou, simplesmente, com muita gente.

Então andar de autocarro quando está a chover e muito frio, é um suplicio, principalmente naquele autocarro,, onde eu costumava andar quando era mais nova, onde o condutor tinha a mania de andar com a porta aberta e chovia lá dentro.

E depois os miúdos do fundo que só dizem asneiras e fazem de tudo para irritar o condutor.

Como menina anti social que sou, sempre me sentei nos lugares da frente. Primeiro, porque não tinha confiança o suficiente para ir para trás, depois porque quase ninguém se sentava na frente e eu podia ir na minha vida sem incomodar alguém e sem ser incomodada.

Detesto confusões. Mas lembro-me de algumas que aconteceram e às vezes os miúdos eram expulsos do autocarro. Deixava escapar um sorrisinho sempre nesses momentos. Menina Hikarry ri-se das parvoíces dos outros.

Pág. 1/2