Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Eu vi Avengers: Infinity War

Lá está ela! A atrasada cinematográfica retorna!

A culpa desta vez não foi minha pessoal...quer dizer, foi, porque eu fui burra, mas eu tentei, okay?

Era suposto eu ter ido ver este filme com o meu melhor amigo ao cinema, mas, como bom português, deixei tudo para a ultima e quando fui comprar os bilhetes já estavam esgotados então nós contetamonos numa pastelaria que há perto do cinema...

Mas bem, novamente, voltei com Marvel e vai ser impossível não dar alguns spoilers, mas eu vou tentar não dar muitos e também vou tentar não ter uma explosão de "nerdisse" ou "geekisse", porque era isso que me estava a acontecer enquanto estava a ver o filme.

Arrisco a dizer que este é o meu filme favorito da Marvel até hoje. A Marvel teve estes anos todos a escalar e a montar caminho até chegar a este ponto fulcral na historia do universo da Marvel e...meu deus, não estou eu contente por ver isto finalmente no cinema depois de anos de espera.

Primeiro, já realizei o meu sonho de ver Benedict Cumberbatch e Robert Downey Jr. a partilhar o mesmo ecrã. Sendo eles dois dos meus atores favoritos - em geral, não por causa da Marvel - eu não poderia estar mais feliz.

A primeira morte do filme - há muitas...muitas mesmo, parece que George R. R. Martin deu uma mãozinha - já é triste, mas não me bateu tão forte como uma em particular: a do Peter Parker.

Primeiro, nós esperámos anos por uma boa adaptação do Homem Aranha para o cinema, esperámos anos para ver o Peter nos Avengers e agora...foi-se. Sou fã do Homem Aranha desde que me lembro de mim. Acho que já vi todos os desenhos animados possíveis e os filmes antigos e...tudo, eu esperei tanto por este momento e puff...foi-se. E o que me doeu mais, o que me fez chorar como uma criancinha foi ver o desespero do Peter ao ver a morte chegar e agarrar-se ao Tony Stark com medo de ir. Foi de partir o coração a qualquer um, pelo menos o meu.

Houve muitas outras partes super sensíveis e tristes, mas essa foi a que me tocou mais e também foi a que gerou mais memes na internet quando o filme saiu.

Pobre Peter.

Enfim, largando a tristeza, como todo o bom filme da Marvel, está carregado de humor o que ajuda a balançar a tragédia com a alegria. Dei por mim a chorar como um bebé e a abrir um pequeno sorriso com uma piada que alguém disse na cena seguinte.

Eu...Simplesmente não sei o que dizer sobre este filme. Eu adorei e, se não fosse a minha intolerância para fazer/ver/ler coisas repetidas, eu passava o resto da minha vida a ver este filme.

Apenas vejam se ainda não viram.

 

8 comentários

Comentar post