Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

13
Mai20

Isto dos comentários na internet...


Hikarry

Discussões? Considero que têm um alto teor de entretenimento, principalmente na internet. Parece que, protegidas por um ecrã e uma foto de perfil, as pessoas se sentem mais livres para libertar o seu ódio e, muitas vezes, estupidez.

Cada vez que abro um post de um jornal ou mesmo num grupo do Facebook, encontro quase sempre uma discussão e o “Welcome to the Jungle” dos Guns começa a tocar na minha cabeça em plano de fundo. Confesso que ando a tentar evitar estas situações, mas, às vezes, o autocontrole não é suficiente e lá dou um swipe para ver a secção de comentários. Aposto que já todos nós nos deparamos com boas pérolas nesse espaço.

Fiz uma pequena pesquisa e heis comentários reais que encontrei pelas interwebs:

 

1: Noticia sobre um lar no Montijo onde os familiares se puderam reencontrar com os utentes e desejar um “feliz dia da mãe” através de um vidro para evitar qualquer risco de contagio.

Pessoa aleatória: Que exagero…Vocês percebem que é uma manipulação grande? Step out e tomem um pouco de coragem. Ou vão transpirar com essas mascaras com +35 e medo de morrer? Mais provável é morrer de pensar muito.

 

2:. Noticia sobre aquele quadro do Banksy que foi oferecido a um hospital britânico. O mesmo, no final do ano, vai ser leiloado e todo o dinheiro vai para o Serviço Nacional de Saúde britânico.

Pessoa que está a ignorar todo o sentido positivo da noticia: Porcaria de desenho…

 

3: Noticia sobre a “Hipoxia Silenciosa”

Pessoa “não racista”: Se a gente se organizar certinho, deveríamos juntar o Brasil, Portugal, USA e aliados e acabar com a China. Assim não teríamos mais problemas. Podem chamar-me racista, mas a verdade é uma só: enquanto tiver esse tipo de regime de governo, esses malditos vão atacar silenciosamente e depois dizer que foi um morcego.

Pessoa sensata: O que é preciso é o mundo todo apoiar o povo chinês a tirar aquele regime, obriga-los a sair do poder e fazer eleições que não sejam fraudulentas (…).

Pessoa “não racista”: Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha.

 

4:. Noticia sobre um bombeiro açoriano que não vê os filhos há dois meses, sem ser por vídeo chamada, por causa do covid-19.

Criatura sem noção: Fake vírus.

 

5:. Noticia sobre a subida na percentagem de jovens e idosos a usar antidepressivos por causa da quarentena.

Pessoa que não sei definir de tão parva que é: Ginástica e um passeio sem telemóvel fazem milagres.

Pessoa que consegue ser ainda pior que anterior: Claro! Onde se consegue comprar ganzas durante a quarentena? Tomam o que os pais têm em casa!

 

6:. Noticia sobre umas fotos tiradas por profissionais de saúde alemães que tentam alertar para a falta de equipamento de proteção individual.

Ser: Um pouco idiota. Não é preciso tanto.

 

Peguei mais em exemplos sobre o covid porque, na verdade, é o que se vê mais agora e é onde eu ando a encontrar mais Marias Pinceis à espera do seu Nobel da Medicina por “descobrirem” que tudo isto – inclusive o numero de mortes no mundo – é uma fachada para promover o controle mundial por uma certa elite (sei lá o que se passa na cabeça desta gente).

Sou só eu ou quanta mais informação está à nossa disposição, mais parvos ficamos?

(Este post, muito provavelmente, vai dar barraca como o que fiz sobre o feminismo? Sim, mas vejamos pelo lado positivo. Qual é a melhor maneira de voltar aqui para o estaminé se não for com um grande bang e a receber insultos?)

 

15 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Nuno

    Pois era! :)

  • Hikarry

    Uma boa comédia diária

  • Hikarry

    Ahah é espantoso o que se encontra por ai!Obrigada...

  • Hikarry

    Rir? Certamente. Também acho que é para isso que s...

  • Hikarry

    Olha que isso é que era uma ideia de valor!

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D