Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

O horror!

Novamente, como todas as quintas, só fui á escola para ter 50 minutos de educação física às 8:30 da manhã. Ainda estou doente e com alguma febre, mas já faltei tanto que acho que já é demais.

Pus-me à espera da professora, que chegou atrasada uns 15 minutos, com o Biba - ainda não tinha falado dele, acho eu, mas já o conheço desde o ano passado -, a Dias - que já conheço à anos -,, a Chris e a minha Baby Blue - ou salvadora - e eu estava com uma boa auto estima, a rir-me, a cantar o Bella Ciao enquanto o Biba se passava porque está farto do caramba da musica. Ele tem futebol e eu mais o resto do pessoal temos basquetebol então acabamos por nos separar e eu não estava minimamente preparada para o que vinha a seguir.

Na aula que eu não fiz, eles tinham estado a jogar futebol humano, a jogar futebol com os rabos no chão, nada de mais, mas quando eu decidi fazer aulas a professora tinha que fazer resistência física com as bolas de basquetebol. Já da outra vez em que eu tinha feito aula ela tinha decidido colocar-nos a correr a milha e na aula anterior só os mediu. Eu tenho uma sorte super macaca!

A única coisa que sei é que passado vinte minutos já estava mais para lá do que para cá. Parei durante um pouco, mas depressa voltei.

Quando acabou a aula estava com a maior dor na coluna que se podia imaginar e não conseguia respirar. Fui para os balneários, tentei esperar pela minha Baby Blue como sempre, mas não deu. Estava tão abafado que eu realmente achei que me ia dar o piripaque se não sai-se dali. 

Sai da escola e fui para a pastelaria habitual. Um percurso que me demora menos de 10 minutos demorou mais de meia hora porque eu ia parando para respirar a cada passo que dava.

Eu tenho problemas cardíacos à alguns anos e eu estava melhor, neste momento não sei, fiz os exames e vou ver em dezembro, mas eu nunca estive em tão má condição física como agora e foi repentino. Numa semana estava a fazer caminhadas de 17km numa boa e na outra para fazer uma caminhada com menos 7km quase que morri ao andar os primeiros 10 metros. 

Eu detestava mexer-me. Quando comecei a fazer essas caminhadas longas comecei a ganhar gosto à coisa, comecei a ganhar gosto a longas caminhadas - no meu passo -, a pequenas corridas, a jogar futebol, basquetebol e passear o Bobby por aqui e por ali e foi agora que isto me aconteceu, do nada. 

Por agora não estou preocupada, mas estou preocupada com a minha vontade diminuta de ir às aulas de educação fisica 

10 comentários

Comentar post