Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

O Livreiro | Opinião

Não liguem ao aspeto sombrio da capa, muito menos à suástica, porque este livro pouco ou nada vai tocar no tema "nazi", o que me surpreendeu muito pela negativa, pois comprei o livro por causa do meu interesse em enorme na segunda guerra mundial e nos nazis.

Gosto de livros carregados, com drama que segue uma lógica, o que não acontece muito com este livro. Para não falar do romance inesperado que aparece a meio do livro - e quem me conhece sabe que detesto romance.

É certo que existe drama, raptos, assassinato, mas senti que o protagonista, Hugo, era muito parado, até um pouco molenga.

A minha personagem favorita e que, na minha opinião, salva a historia, é o Tom; o melhor amigo de Hugo que é agente da CIA. E porque é que salva a historia? Por causa do seu bem dito humor!

Quando li a sinopse ou olhei para a capa pensei que seria uma outra historia e veio-me, enganado, às mãos um romance com uma medida desnivelada de mistério.

Não gostei da historia, embora o livro fique bem na minha estante e é para isso que ele serve hoje em dia: decoração. Não leria esta historia de novo.