Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

30
Jan17

Para quem passar a caneta?


Hikarry

Hoje vai ser uma das possíveis muitas vezes em como vou usar o blog como um veiculo de conduta para o sentimento que estou a sentir em demasia neste momento.

Estive balanceada o dia todo entre pouquíssima alegria, angustia total e ódio mortal e tudo acabou por se tornar numa depressão insistente e incontrolável da qual já sou conhecida à alguns meses. 

 

Alegria - mesmo que pouca - por causa dos meus amigos.

Angustia que apareceu no meio da aula de Português quando me apercebi que, muito possivelmente, a minha vida está a ser escrita por Camilo Castelo Branco ou Almeida Garret ou alguém parecido, porque isto está a caminhar para um final trágico. Sou uma completa Madalena - Não que me orgulhe de tal - e também por me ter apercebido do quão trouxa sou.

 

Ódio quando tive a minha consulta com a minha psicóloga em quase um mês e tive que reviver tudo o que ela me fez nos últimos tempos. São breves momentos em que eu desejava que lhe caísse um piano em cima ou que o teto lhe desabasse sobre a cabeça, mas no final de contas volta sempre ao mesmo.

Eu fechada no quarto, sozinha, a chorar e a pensar o quando sinto a falta dela. 

E isto tudo resume-se a trouxa. É nessa pequena palavra que se resume todo o meu eu.

 

E agora, tal como ela apareceu do nada, quase 2 semanas depois de me ter matado, ela desapareceu sem deixar rasto. Deveria estar feliz, ela deixou-me, como tinha deixado antes e - convenhamos - eu estava a ficar melhor, mas isto estragou tudo.

Dói.

Dói para um senhor caraças, mas não há nada que possa fazer.

Nunca mais nos falaremos ou veremos e começo a pensar na antiga possibilidade - em que já pensava quando era mais nova - de me tornar freira, porque não dá.

Como já disse, por favor, passem a caneta a um Nicholas Sparks - para eu ter o meu romance de volta - ou um Tolkien - para me deixar destas coisas e ter alguma espécie de aventura épica - ou quem sabe um George R. R. Martin - para eu me tornar numa mãe de dragões ou matar quem eu mais quero no momento -, pois não aguento mais está tragédia clássica, esta Madalena que cresce em mim sem minha permissão.

Suplico que façam isso ou que destruam de uma vez por todas a caneta, coloquem um ponto final, deixem a tinta da caneta molhar todo este conto e que isto seja esquecido por todos e inutilizado, porque esta Julieta enganada está cansada, esta trouxa está a ponto de rutura.

 

Por favor, parem, quem quer que vocês sejam.

Destino, Deus, deuses, ETs, deuses incas, Buda, Allah, por favor, quem quer que sejas, para.

Porque eu estou cansada.

 

E depois sujeito-me aqueles momentos em que o meu pai abre a porta do quarto e me apanha com lágrimas nos olhos e a descer pela cara, antes que eu tenha tempo de as limpar, e fica chateado porque não gosta de me ver triste e fica sério.

Mas é algo que não consigo controlar.

Porque doí.

Muito.

 

P.S - Quem quer que sejas, também não passes a caneta ao C. S. Lewis, porque eu já sai do armário. Agradecida. (ahah)

P.S 2 - Escrevi num momento - que ainda está a decorrer - de pura angustia, então não liguem muito, foi só um desabafo - dos grandes - tentarei postar algo mais alegre ainda hoje, pois não gosto desta negatividade aqui. Obrigada.

 

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Nuno

    Pois era! :)

  • Hikarry

    Uma boa comédia diária

  • Hikarry

    Ahah é espantoso o que se encontra por ai!Obrigada...

  • Hikarry

    Rir? Certamente. Também acho que é para isso que s...

  • Hikarry

    Olha que isso é que era uma ideia de valor!

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D