Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Ser feliz sem motivos

Ontem passei o dia inteiro com febre e uma enorme dor de cabeça, não consegui ir a uma reunião que deveria ter ido, não fiz metade das coisas que deveria ter feito e eu literalmente explodia com qualquer coisinha.

Enfim, problemas, certo? Nada como uma enorme divida ou ter um grande acidente de carro, mas, mesmo assim, problemas. Mas consegui distrair-me, brinquei às bonecas com a minha própria cara, afoguei-me em Fox Comedy, passei um boa hora deitada na minha cama com o meu gato a fazer-me "massagens" nas costas enquanto tentava dormir para ver se a dor de cabeça parava.

E foi num desses momentos, com o meu gato nas minhas costas a fazer aquelas coisas esquisitas com as patinhas que os gatos fazem que senti uma espécie de luz, foi super estranho. Do nada, com a cabeça perdida em pensamentos, dei por mim a sorrir feita parva do nada e a gargalhar baixinho como uma idiota. Meus deus, à quanto tempo isso não acontecia! Eu estava feliz sem motivo nenhum! Não é que eu estivesse triste antes, estava neutra, mas do nada "BAM!" uma onda de felicidade!

Possivelmente vai demorar até que eu me sinta assim novamente, mas, quem se importa? Eu não! Porque foi tão bom sentir aquilo naquele momento!

E o melhor é que estar feliz sem motivo nenhum depende, única e exclusivamente, de nós. Não depende de nenhum fator ou de outra pessoa. Talvez ter pessoas que gostem de ti e se preocupem contigo te ajude a ter esses momentos mais vezes, mas depende tão mais de ti! E é tão bom!

 

4 comentários

Comentar post