Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Tenho algo a confessar...

Ultimamente, desde a ultima pausa que fiz, não tenho sentido que este cantinho é meu. Oras, não tenho sentido que nada é meu.

Quem segue o blog desde o começo sabe que o criei por insistência de um colega meu, quando me encontrava numa fase profunda da depressão. Segundo ele, era bom eu libertar o que me vinha na cabeça e, quem sabe, no futuro ia voltar a trás e ver o quanto cresci ou, simplesmente, rir-me com as minhas idiotices.

No inicio, eu só falava sobre o meu coração partido. Sobre a minha luta para voltar a ter aquela que eu amava. Era a minha obsessão. Já passou um ano e 9 meses. Muita coisa mudou.

Eu cresci. Mas acabei por perder este meu canto. Deixou de ser tão pessoal como era e eu estou a sentir falta disso. Quero que volte a ser como antes. O meu centro de asnice e comédia, o meu centro de estupidez e tristeza...mas já não mais a mesma tristeza.

Sim, eu acho que deixei de falar de mim. Acho que deixei de registar quem sou então acabei por me perder em meio de tantos pensamentos que passam por esta minha cabeça a toda a hora.

Ainda sou a Hikarry? Sim.

Ainda sou a Little Crushed Heart? Sim, apenas mais forte.

Tenho os mesmos amigos? Bem, sim. E alguns novos.

A minha depressão foi-se embora? Infelizmente não. Tenho alturas em que estou bem e outras em que estou mal, por exemplo, agora. Os pensamentos suicidas veem e vão, alguns dias mais fortes do que outros. Já não me magoou à pelo menos 2 semanas. Já não choro à...pelo menos 2 horas...? Mas como eu digo, vai e vem.

Ainda a amo? Não sei...

Eu vou adiantar-me mais nisto em posts seguintes, mas, infelizmente, pequena Hikarry acabou de irromper em lágrimas e apagar metade do texto que tinha escrito.

Até amanhã.

6 comentários

Comentar post