Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Little Crushed Heart

Aquilo em que me tornei

Vivo com vampiros

Não daqueles que sugam sangue - quem me dera que fossem desses -, mas daqueles que te sugam a alegria, a vontade de viver.
Aqueles que pensam que estão sempre certos e é que arranjam as condições mais absurdas para estarem certos e se, mesmo assim, tu quiseres mostrar que não estão, mostram as presas.
Não gosto de me calar, principalmente quando tenho razão. Detesto que me façam sentir burra quando sei que estou certa. Então não me calo.
Não me calo e lá mostram as presas.
Eu não refilo, falo calma, simplesmente a mostrar argumentos enquanto os vampiros usam do medo para me calar.
Mas eu não me calo. Não fui feita para ser escrava e não sou escrava de ninguém para me calar quando sei que estou certa.
Eu nao me calo, mas fico com vontade de me ir embora.
Ouço tudo, cada palavra que magoa, cada facada e vou embora. Fecho me no quarto e fico lá, calada, mas a minha cabeça não se cala.
A cada dia que passa mais eu tenho vontade de ir embora, mais eu tenho vontade de abraçar alguém e apenas pedir carinho, longe, longe dali. Lá além. Sim, ai.
Sei que não estou sozinha, mas isolo me. Rio por fora, mas estou cada vez mais fria por dentro.
Mas 10 minutos depois ja não se passou nada, na mente dos vampiros e eu tenho que ir no jogo, para aguentar mais um dia.
É só mais um dia, Hikarry...e depois o próximo...e o próximo...

16 comentários

Comentar post